Ana Catarina Nogueira suspensa por“crítica pública ostensiva e difamatória”

A jogadora mais titulada do padel português foi penalizada por lamentar a ausência de Portugal do Europeu e do Mundial.

Em julho de 2021, após a Federação Portuguesa de Padel ter anunciado que as seleções nacionais não iriam competir nas provas oficiais, a atleta quebrou o silencio e a partir das suas redes socias diferiu ser “difícil ficar indiferente” à situação e salientou que “por um diferendo alheio aos jogadores, a Federação Portuguesa de Padel não inscreveu as suas seleções nacionais no Campeonato da Europa e do Mundo”, uma “decisão infeliz que prejudica as seleções nacionais, todos os jogadores, o presente e futuro do padel português.”

Nas primeiras horas após ser publicada, a referida publicação recebeu centenas de reações e mensagens de apoio nas duas plataformas (Instagram e Facebook), entre as quais várias assinadas por colegas de profissão de Ana Catarina Nogueira.

Quem não gostou das declarações de Ana Catarina foi a direção da FPP que é presidida atualmente por Ricardo Oliveira, que apresentou uma participação disciplinar ao Conselho de Disciplina da FPP visto este decidir que “a atleta cometeu uma crítica pública ostensiva e difamatória” que considerou tratar-se de “uma infração disciplinar grave.” 

Ana Catarina será assim suspensa por 60 dias e multada em 250 euros pela Federação Portuguesa de Padel, mesmo assim Ana Catarina Nogueira recorreu da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto

Partilha este post com os teus amigos !

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Comentários

  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar novo comentário
    Portal do Padel

    Subscrever Newsletter